Como Evitar Baratas

Construsul Desentupidora Porto Alegre 24 Horas: Como Evitar Baratas – Como eliminar e prevenir esses hóspedes indesejáveis no condomínio? Esses insetos, as baratas, podem causar nojo, tirar o sono e transmitir doenças.

Circula pela internet uma piada que diz que os homens descobriram por que as mulheres têm horror às baratas. Segundo eles, as mulheres detestam tudo que leve esse nome: roupa barata, sandália barata, joia barata, viagem barata.

Eles ainda dizem que mulheres gostam mesmo é de carinho: vestido carinho, sapato carinho, perfume carinho, restaurante carinho e presente carinho. Brincadeiras à parte, seja por medo ou nojo, baratas causam arrepios em todo mundo, mulheres, homens e crianças. Por isso, o síndico deve ficar atento aos menores sinais de aparecimento dessas vilãs da tranquilidade doméstica.

O nome “barata” vem do latim blatta e significa “inseto que evita a luz”, por isso, elas são vistas com mais facilidade durante à noite, quando saem de seus abrigos para procurar alimentos e parceiros sexuais. Atualmente, são conhecidas cerca de 5 mil espécies de baratas, das quais 644 foram registradas no Brasil. Normalmente, a maioria das baratas vive nas florestas, onde desempenham importante papel por decompor matéria orgânica e reciclar nutrientes, viabilizando, assim, os ecossistemas terrestres.

Se elas ficassem apenas nas florestas seria ótimo, mas, para nossa tristeza, as baratas também estão presentes nas áreas urbanas. Por aqui, as mais comuns são a Periplaneta americana, mais conhecida como barata de esgoto, cascuda ou voadora, e a Blatella germanica, mais conhecida como francesinha, paulistinha ou de cozinha. As baratas, são, normalmente, atraídos por cheiro de comida e necessitam de apenas três fatores para continuarem aterrorizando nossas vidas: água, alimento e abrigo.

A barata de esgoto costuma habitar lugares úmidos, com muita gordura e matéria orgânica, como bueiros, caixas de gorduras e galerias de esgoto. Já a barata francesinha prefere passear entre a cozinha e despensa, perto dos alimentos, ou em pequenas frestas, como vãos de batentes, rodapés, sob a pia, em armários, gavetas e condutores de energia, entre outros lugares.

Por esse motivo, é importante cimentar as frestas e os vãos de rodapés e batentes de portas de todo o imóvel, para inviabilizar a entrada das baratas e sua proliferação.

As baratas são responsáveis pela transmissão de muitas doenças, como:

Infecção urinaria;
Disenteria;
Diarreia;
Gastroenterite;
Conjuntivite;
Intoxicação alimentar.

Elas são transmissoras passivas dessas doenças, já que o contágio acontece de maneira indireta, geralmente, quando as baratas têm contato com alimentos, superfícies, copos, talheres, louças ou qualquer objeto que posteriormente entre em contato com as pessoas. Há ainda a possibilidade de reações alérgicas serem ocasionadas quando restos deteriorados do corpo da barata e suas fezes são pulverizados no ar e inalados pelo ser humano.

Nas áreas comuns dos condomínios, onde a inspeção não é tão constante quanto dentro de casa, é mais fácil avistarmos as terríveis baratas, e, quando isso acontece, o síndico, que é o responsável pelo controle de pragas nas áreas comuns do condomínio, deve estar munido para agir assim que os primeiros sinais aparecerem a evitar a infestação de baratas. O ideal é que o condomínio mantenha, além dos hábitos de limpeza, a dedetização em dia.

Na maior parte dos casos, recomenda-se o tratamento de três em três meses. Atualmente, em Porto Alegre, pela falta de padrão entre empresas dedetizadoras, vigora ainda a garantia de seis meses. Alguns condomínios já optam por contratos com visitas trimestrais de forma profilática. É importante ressaltar que a Resolução RDC 52, da Anvisa, determina que todo e qualquer local que manipule, industrialize, armazene ou processe alimentos ou medicamentos deve manter o controle de pragas em periodicidade mensal.

Na hora de escolher a empresa responsável pela dedetização em seu condomínio, é preciso ficar atento a uma série de detalhes, como verificar se tem alvará de funcionamento expedido pela Vigilância Sanitária, além de conferir se os produtos que a empresa utilizará estão devidamente registrados no Ministério da Saúde.

Dedetização profissional é uma outra alternativa para evitar baratas

Normalmente, é possível manter o ambiente livre das baratas com inseticidas, iscas e spray automático, mas é preciso estar de olhos bem atentos ao menor sinal de surgimento desse inseto, já que a sua multiplicação é muito rápida e sua presença causa, além do desconforto natural, uma série de inconvenientes, entre elas as doenças.

Recomendamos que para manter seu condomínio longe das baratas, além da dedetização periódica realizada por empresa legalizada, seja feito também um forte esquema de limpeza.

Há sempre novidades no que diz respeito ao controle de pragas. A indústria investe constantemente em novos princípios ativos, formulações e equipamentos que sejam mais práticos e eficientes, mas que atendam às demandas de regulamentação e do meio ambiente.

A utilização de dispositivos de monitoramento vem crescendo ano a ano e as empresas de controle de pragas prestam serviço adicional de consultoria, de forma a instruir o cliente a transformar seu condomínio, empresa ou residência num ambiente inóspito para pragas urbanas. Podemos afirmar que a visão moderna do controle de pragas é composta por uma série de atividades, sendo a aplicação de inseticidas uma delas.