Solucionando problemas de encanamento

Solucionando problemas de encanamento. Os encanamentos das residências podem apresentar alguns pequenos problemas que são bastante comuns, como uso excessivo de água, baixa pressão, drenagens lentas, barulhos nos encanamentos e outros problemas. Nós vamos dar algumas dicas para que você possa localizar e identificar esses problemas, além de alguns métodos de concerto bem simples que você mesmo poderá fazer.

Diminuindo o uso de água

1. Guie-se pelo som dos respingos: Pode parecer que uma torneira pingando com certa frequência não represente um grande desperdício, mas com certeza ela manda embora uma quantidade muito grande de água sem que você perceba. Em algum horário que a sua casa esteja silenciosa tente ouvir o som da água pingando da torneira e localize a origem do problema.

2. Procurando vazamentos no rodapé e nas paredes: Algumas conexões entre os canos podem afrouxar, corroer ou romper por conta do congelamento quando corre água sob pressão no cano e isso pode ser um dos causadores da perda de água. Você pode procurar esse problema através das marcas que a água vazando pode deixar nas paredes e nos rodapés como superfícies escurecidas, mofos e fungos. Caso o problema esteja na parte interna da parede, pode ser necessária a retirada de alguma camada para solucionar o problema.

3. Procurando próximo a vãos e pias: Verifique os canos expostos com a ajuda de uma lanterna em busca de gotas de água na parte inferior, essas que se acumulam antes de pingar. Você pode correr os dedos ao longo desses canos para localizar a umidade.

4. Verificando os sons dos cômodos e banheiros: É importante verificar se os sons dos encanamentos nesses locais ocorrem de maneira atípica, ou seja sem que ninguém tenha provocado através do uso de algum mecanismo atrelado ao encanamento. As válvulas de descarga podem desperdiçar uma grande quantidade água, assim como torneiras por exemplo, porque embora o vazamento seja pequeno, ele é bastante contínuo. Em casos de vazamento de vedação no vaso sanitário, a água da caixa é drenada lentamente chegando ao ponto que o nível da água seja  tão baixo que a válvula flutuante abra e reabasteça a caixa.

  • Agora verifique as válvulas de entrada dos banheiros. O nível correto de da vedação da haste das válvulas mais comuns é aquele que consegue fechar os vazamentos, mas também não crie dificuldades para girar alavanca. Para regular basta girar a porca superior que fica em torno na haste no sentido horário.
  • Quando se trata das válvulas de abastecimento, devemos lembrar que elas devem ficar completamente fechadas ou completamente abertas. Para verificar problemas com elas, gire a alavanca no sentido horário até que ela pare para fechar, e depois abra a válvula com o movimento contrário até ela parar.

5. Verificando problemas com o medidor de água: Através do medidor é bem simples verificar a presença de vazamentos nos encanamentos da sua casa. Ele mostra a quantidade de água usada, então você pode desligá-lo para parar o fluxo de água e esperar um tempo. Depois o consulte de novo, se o medidor apontar que foi consumida uma quantidade de água enquanto ninguém usou na sua casa, com certeza há um vazamento em algum ponto.

Procurando problemas com drenagem e desperdício

Abaixo segue uma lista com os sinais que você pode reparar quando os drenos não estiverem com o funcionamento normal:

  • Água retornando na banheira, chuveiro ou pia
  • Em cômodos adjacentes a paredes que tenham canos de drenagem que estejam com paredes úmidas
  • Drenos da pia ou da banheira com o funcionamento mais lento do que o comum.
  • Áreas constantemente úmidas em gramados próximo ao sistema de drenagem externo.
  • Sons incomuns durante a drenagem.